ORIGEM DO AZEITE

Azeite ou "az+zait", legado árabe que significa sumo de azeitona. A oliveira, árvore milenar que se encontra na verdadeira origem do azeite, terá nascido na zona da Ásia Menor (Turquia), crescendo de forma espontânea nas terras da envolvente mediterrânica.

Foram também descobertos traços da sua existência no norte de África por altura do período paleolítico superior. Obviamente, as transformações e melhorias das suas características foram realizadas pelo Homem ao longo dos tempos até se chegar aos dias da oliveira cultivada.

Por volta de 3000 antes de Cristo a oliveira já era cultivada por todo o território correspondente ao Crescente Fértil (Médio Oriente). Ao longo deste percurso, a oliveira foi levada da Ásia Menor e do Egipto para a Grécia através de Cécrope, fundador de Atenas. Em 1582 a.C. o povo da Grécia conhecia já a oliveira brava mas foi do Egipto que chegou a variedade cultivada, aperfeiçoando-se então os processos de extracção do azeite. A oliveira é símbolo de paz, abundância, purificação, sabedoria e força.

Em seus ramos repousa o fruto, a azeitona, que o engenho do Homem soube transformar num óleo de múltiplas aplicações culinárias, medicinais e até mitológicas.

Falamos do azeite, um produto agro-alimentar que se confunde com a própria identidade do nosso povo.

´