ALENTEJO

Para além do Tejo, situada ao sul de Portugal, estende-se a planície alentejana histórica, terra de cultura antiga marcada por grandes explorações agrícolas onde não escasseiam vestígios romanos, visigodos e árabes. No Alentejo, a oliveira foi introduzida pelos fenícios e cultivada com afinco pelos romanos.

Depois tornou-se uma das espécies nobres da região, fonte de sustento das suas gentes e factor de competitividade económica. É nas planícies alentejanas que se encontra quase 50% do olival nacional, o que diz bem do peso regional desta árvore afeiçoada a solos pedregosos e condições climáticas extremas. Em Portugal o Alentejo é sinónimo de vinho, trigo, cortiça...e Azeite!

Este é desde os tempos antigos um dos produtos de excelência da região, sendo ao mesmo tempo sustento, cultura e modo de vida dos povos alentejanos... O Alentejo é uma região com uma grande riqueza histórica e arquitectónica bem preservada e uma população franca e hospitaleira.

A gastronomia alentejana apresenta grande diversidade de sabores fortes e sensoriais e dos quais o azeite é parte integrante. Ele (azeite) preserva e respeita, ao mesmo tempo que realça o verdadeiro sabor dos ingredientes de cada prato. O Azeite é utilizado na maioria dos pratos alentejanos.

´